sábado, 12 de fevereiro de 2011

O Positivismo por Noel Rosa

Positivismo 
Noel Rosa
A verdade, meu amor, mora num poço 
É Pilatos lá na Bíblia quem nos diz 
E também faleceu por seu pescoço 
O autor da guilhotina de Paris
A verdade, meu amor, mora num poço 
É Pilatos lá na Bíblia quem nos diz 
E também faleceu por seu pescoço 
O infeliz autor da guilhotina de Paris
Vai, orgulhosa, querida 
Mas aceita esta lição: 
No câmbio incerto da vida 
A libra sempre é o coração
O amor vem por princípio, a ordem por base 
O progresso é que deve vir por fim 
Desprezastes esta lei de Augusto Comte 
E fostes ser feliz longe de mim
O amor vem por princípio, a ordem por base 
O progresso é que deve vir por fim 
Desprezastes esta lei de Augusto Comte 
E fostes ser feliz longe de mim
Vai, coração que não vibra 
Com teu juro exorbitante 
Transformar mais outra libra 
Em dívida flutuante
A intriga nasce num café pequeno 
Que se toma pra ver quem vai pagar 
Para não sentir mais o teu veneno 
Foi que eu já resolvi me envenenar

2 comentários:

Juliana Felipe - 1º ano E.M disse...

A música Positivismo de Noel Rosa se reflete no roubo do protótipo da bandeira do Brasil, pois em algumas partes da música, diz que o amor é o princípio, a ordem é a base e que o progresso deveria vir por fim. Também diz que menosprezaram a lei de Augusto Comte, que também defendia a idéia de que o amor era o princípio.

Anônimo disse...

Qual parte da letra indica o positivismo?

Postar um comentário

Café Filosófico

Loading...
 

Filosofia Design by Insight © 2009